7 Anos tv Guará

Assassino em série vai ser julgado pelo Tribunal do Júri de Alcântara

Posted On Quarta, 16 Maio 2018 15:03 | Da redação

O assassino em série José Vicente Matias, conhecido como "Corumbá", vai ser julgado pelo Tribunal do Júri Popular acusado de ter assassinado uma turista espanhola na Praia de Itatinga, em Alcântara. O juiz Rodrigo Terças, titular da Comarca de Alcântara, marcou para o próximo dia 22, 13 anos depois do crime, a sessão de julgamento do acusado, que está preso no Estado de Goiás.

Segundo a denúncia oferecida pelo Ministério Público à época, Corumbá teria de forma fria e cruel assassinado a turista espanhola, no dia 18 de março de 2005.

De acordo com o documento, eles teriam se conhecido em São Luís, e após ter conquistado a confiança da estrangeira, viajaram juntos de barco Catamarã para Alcântara. O crime ocorreu na praia de Itatinga, assino confesso, Corumbá diz ter  “cometido o crime, com pauladas na cabeça da vítima”.

Corumbá é acusado de ter matado pelo menos 6 mulheres. Em 2016, foi condenado a 24 anos de prisão pela morte da turista israelense Katryn Rakitov, crime ocorrido em 2004, na cidade de Pirenópolis, em Goiás. Em 2018 foi condenado a 23 anos de prisão pela morte e ocultação de cadáver de Lidiayne Vieira Melo, ocorrido em 2004, em Goiânia.

As vítimas de um assassino em série

Núria Fernandez Collada (2005) - turista espanhola, 27 anos, morta a pauladas, em Alcântara.

Maryanne Kern (2004) - turista alemã, 49 anos, morta em Barreirinhas.

Katryn Rakitov (2004) - russo-israelense, 29 anos, morta em Pirenópolis, Goiás.

Lidiane Vieira de Melo (2004) - goiana de 16 anos, morta em Goiânia.

Simone Lima Pinho (2000) - baiana, 26 anos, assassinada a pauladas e pedradas, em Lençóis, Bahia.

Natália Canhas Carneiro (1999) – mineira, 15 anos foi morta em Três Marias, Minas Gerais.

Afiliada