All for Joomla All for Webmasters
GE
Quarta, 20 Setembro 2017 14:08

Jovem confundido com ladrão é morto por agente penitenciário

| Redação com informações do R7
Jovem confundido com ladrão é morto por agente penitenciário Reprodução/Facebook

Um jovem de 23 anos morreu após ser baleado na noite desta última terça-feira (19) em Itapecerica da Serra. O atirador, um agente penitenciário, afirmou que o confundiu com um ladrão. A Polícia Civil considerou que ele agiu em legítima defesa.

De acordo com informações do boletim de ocorrência do caso, o auxiliar-geral Jean Araújo Rufino Chagas se aproximou do carro do agente vestindo moletom escuro e boné que cobria seu rosto. À polícia, o agente Joaquim Fidelis disse que ficou com receio e efetuou um disparo.

Segundo uma familiar da vítima — que não quis se identificar — o jovem tinha estacionado o carro novo dele perto do Hospital Geral de Itapecerica da Serra, onde foi acompanhar a mulher. Jean teria ido conferir se o automóvel estava realmente fechado e o confundiu com o carro do agente.

— Ele ficou preocupado se tinha fechado o carro ou não.

Após atirar no jovem, Fidelis chamou o socorro e a Polícia Militar. O boletim de ocorrência do caso afirma que o agente esperou que as autoridades chegassem para relatar o que tinha acontecido.

Jean morreu a caminho do hospital e o agente foi levado por policiais para o plantão da Delegacia do Município de Itapecerica da Serra, onde o caso foi registrado como homicídio simples. Fidelis foi liberado pelo delegado e um inquérito foi aberto para apurar o caso. Perícia técnica foi solicitada ao local.

A reportagem não conseguiu localizar o agente penitenciário, nem a defesa dele até a publicação desta matéria. O R7 também pediu um posicionamento da SAP (Secretaria de Estado da Administração Penitenciária) sobre as orientações a seus funcionários sobre porte de arma e procedimentos em caso de suspeita de roubo. Também sobre quais seriam os procedimentos sobre o caso de Fidelis. Até o momento, a pasta não se manifestou.

Afiliada