7 Anos tv Guará

Crônica: Bumba Meu Boi de Belfast

Posted On Quinta, 17 Maio 2018 16:38 Escrito por

Domingo de manhã fui surpreendido com uma mensagem no Messenger, do meu ex-professor de trompete. Era apenas um vídeo, ali, naquela caixinha, bem perquenininha, que me perdi no meio dos afazeres do domingo e não assisti. Mas na segunda-feira, já ligando todos os acessos aos canais de informação, novamente me deparei com o videozinho e resolvi assistir.

E ri, alta e sonoramente assistindo ao alto do Bumba Meu Boi com o sotaque anglófilo dos irlandeses. Isso mesmo! Uma turma de estudantes fazendo um trechinho (ao seu modo) do boi maranhense, com direito a Catirina, Pai Francisco e vaqueirada, seguida do melodioso trompete executando uma de nossas toadas.

Não tive dúvidas e compartilhei. Depois fui a procura do querido professor Francisco Padilha, pra saber de que forma, tinha a mão dele ali.

– Adorei a Catirina com sotaque irlandês. Andaste dando algum workshop pelo Reino Unido? –

– Cara, foi uma experiência e tanto. Gostoso era ouvi-los cantar- cômo é bônito...

E então, Padilha (ou Tom Sales) meu professor de trompete, professor da UFMA e ex-secretário de Cultura do Maranhão, me contou que havia passado sido professor visitante durante um semestre na Queen’s university of Belfast. “Trabalhei ensinando cultura brasileira. Fizemos uma apresentação de Boi de Orquestra, mas trabalhamos também com o samba e o baião. Foi uma experiência fantástica!”.

E a partir daí renovamos o papo, falando de arte, cultura e... política! “Esta pantera”.

Tom Sales está de volta ao Brasil, ao Maranhão, onde queria mesmo era “reativar as escolas de musicas que implantei quando secretário e que estavam fechadas”. Mas enquanto isso não ocorre, Padilha segue “Fazendo o que gosto, ensinando Trompete a alunos de São Bento”.

E seguimos num papo meio melancólico, de quem, como Riobaldo, não sabe de nada, mas desconfia de muita coisa.

 

Mais legal é o tanto que o Boi toca a alma dos maranhenses ou de quem vive ou vieu no Maranhão. Nos comentários do videozinho que compartilhei, os amigos disseram, entre outras coisas:

"Melhor que muitos "boizinhos caça-níqueis", se é que me entendem". (Fernando Abreu – poeta e jornalista).

"Muito bom!! E é um boi com batalhão de coureiras!!!". (Alexandra de Nicola, jornalista, paulista que viveu alguns anos no Maranhão).

"Perfeitamente". (Joãozinho Ribeiro – compositor, ex-secretário de Cultura do Maranhão).

Vejam o vídeo:

Mídia

Afiliada